Autonomia, flexibilidade e gestão curricular: relatos de práticas



As transformações curriculares e pedagógicas desejadas não ocorrem simplesmente porque alguém decidiu escrever um texto sobre as mesmas. Mas esse texto pode ajudar a tais transformações, caso consiga contribuir para uma reflexão dos atores educativos sobre os fundamentos e a operacionalização das suas acções e promover o diálogo que estes deverão ser capazes de estabelecer entre si, por via do seu envolvimento nos projetos que partilham e implementam em conjunto.

Acreditando neste pressuposto, organizou-se este livro enquanto relato de práticas, a partir de projetos de intervenção educativa desenvolvidos em salas de aula de escolas, alguns deles já sob a égide do Despacho n.º 5908/2017, de 30 de junho, no âmbito do PAFC. Este relato de práticas possibilitará que se compreenda e se reflita sobre os desafios, as exigências, as dificuldades, os equívocos e os riscos relacionados com projetos de transformação curricular e pedagógica que, dada a natureza e os objetivos dos mesmos, exigem do professor uma postura mais decisória e não apenas de consumidor curricular.

Para adquirir esta nova obra clique aqui.



Por LeYa 


Voltar à lista de notícias