Jardim do Chalet da Condessa d'Edla
 
Na segunda metade do século XIX, D. Fernando II e a sua futura segunda mulher, Elise Hensler (Condessa d’Edla), criaram na zona ocidental do Parque da Pena um chalet e um jardim de caráter privado e sensibilidade romântica, espaço de refúgio e recreio do casal. Localizado de forma estratégica a poente do Palácio da Pena, o edifício segue o modelo dos chalets alpinos, então em voga na Europa.
Da eclética decoração sobressaem as pinturas murais, os estuques, os azulejos e o uso exaustivo da cortiça como elemento ornamental. No exterior, o jardim que envolve o Chalet – e também a Quinta da Pena – reúne vegetação autóctone e espécies botânicas provenientes dos quatro cantos do mundo, conformando uma paisagem exótica em que se destacam a Feteira da Condessa, o Jardim da Joina, o Caramanchão e os lagos.
Entre 1864 e 1869 foi construído o denominado Chalet da Condessa d’Edla e desenvolvida uma forte intervenção paisagista na área envolvente. Influenciados pelo espírito romântico da época, D. Fernando e Elise Hensler, futura Condessa d’Edla, idealizaram uma das zonas mais idílicas e pitorescas naquele que é considerado o maior e mais emblemático parque romântico alguma vez concebido em Portugal.


Mais informações aqui.




< Voltar à lista de sugestões culturais